O autoritarismo de Sergio Moro, o vaidoso juiz acima da lei.

O autoritarismo de Sergio Moro, o vaidoso juiz acima da lei.

Cuidado com seu texto, Sergio Moro pode te pegar. Ele pode chegar na calada da noite ou bem ao amanhecer com seus cães de guarda sem que haja avisado. Sua clara perseguição política a membros de partidos de esquerda não tem limites. Seu autoritarismo é universal, desde que não seja membros do PSDB e seus parceiros.

Triste azar do blogueiro da esquerda do Blog da Cidadania, Eduardo Guimarães, recebendo uma bela visitinha da polícia do espetáculo na porta de casa conduzindo-o as garras do todo poderoso Moro. O blogueiro teria antecipado em 2016 a condução coercitiva e ilegal do Ex Presidente da República Lula da Silva, e o Juízo vaidoso queria saber quem era o informante.

Não é desconhecimento da lei, mas a observância da fragilidade dos institutos constitucionais é que faz do Sergio Moro um juiz arrogante tão autoritarista capaz de atropelar até mesmo a Constituição, nem é preciso falar sobre moralidade. Moro precisa aprender a respeitar os cidadãos e entender que ele é servo do povo. Precisa aprender que existe regras e leis e que sua função é zelar por elas. 

Ele ignorou o artigo 5° da Carta Maior no inciso XIV, que “é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional”.  O STF também já se posicionou que para atuar como jornalista não é necessário ter diploma de jornalista em razão da importância da informação numa democracia. Contudo, o jornalista, profissão agora “indiscriminada” pela razão da importância da informação, não é obrigado a revelar a fonte ou ser alvo de juízos raivosos como o Sergio Moro. 
Está trilhado o caminho com duas saídas. O tempo nos dirá muito.
 
Lula , Guimarães e Haddad
Foto Nexo. Eduardo Guimarães, no centro, ao lado de lula e Haddad